Já começo dizendo que o tema de hoje é pesado, mas necessário. Fui demitido: e agora?

É importantíssimo que você perceba as nuances que esse momento pode gerar, tanto no aspecto profissional, quanto no pessoal. Por isso, a minha primeira recomendação é: trabalhe as suas emoções. Um rompimento dessa magnitude gera tristeza, estresse e medo, desembocando no que eu chamo de ‘’sensação de luto’’. Viver esse período com sobriedade é fundamental.

Realizar uma autocrítica é a segunda dica que eu deixo aqui. Às vezes, um olhar mais distanciado, que não seja influenciado pela rotina, pode apresentar questões até então submersas no seu imaginário. Nesse quesito, uma conversa com amigos e companheiros de trabalho também poderá ajudá-lo a identificar algum erro ou equívoco que você tenha cometido.

Por último, reorganize seus custos e defina um orçamento. Uma recolocação no mercado de trabalho pode demorar mais do que o esperado. Analise os seus investimentos e tenha em mente que menos, às vezes, é mais.

Até a próxima!

Acesse o Youtube e inscreva-se no meu canal Personal Re-Branding para receber todas as novidades: https://www.youtube.com/watch?v=idstyamWItk.

Facebooktwittergoogle_pluslinkedin