Descobrir se você tem um problema sério no trabalho, ou apenas passa por pequenos incômodos comuns no dia a dia de qualquer profissional, pode se tornar uma tarefa difícil. Por exemplo: no domingo, bate um desânimo ao lembrar que você vai trabalhar no dia seguinte? Você sente que a empresa não está te valorizando? As atividades da sua rotina te incomodam? Você conta as horas para o fim do experiente? Esses sinais podem ser um indício de que algo precisa ser mudado.

Você pode começar a interpretar esse turbilhão de dúvidas respondendo à seguinte pergunta: qual é o seu objetivo e aonde você quer chegar? Com um objetivo definido, fica mais fácil avaliar se o seu trabalho está te ajudando a alcançar a meta ou te afastando dela.

Isso não significa que você necessita – e pode – pular direto para o momento em que se realizará totalmente como profissional, mas que esse caminho deve ser construído fase a fase. Quando os sonhos que você tem para a sua carreira se tornam um estímulo, fica mais fácil ver em cada experiência uma oportunidade para avançar.

Fatores externos também podem estar influenciando o seu bem-estar. Como estão as suas emoções? Problemas em casa, com a família ou amigos podem alterar o seu humor e comportamento, até mesmo no trabalho. Isso é muito comum, humano, e não há problema nenhum. Analise como esses sentimentos estão te influenciando. A sua insatisfação pode ser um sinal de que você está tentando terceirizar da culpa.

O inverso também pode acontecer. Pesquisas indicam que o principal motivo pelo qual as pessoas trocam de trabalho é a tensão do ambiente e do relacionamento com outros funcionários. Nem sempre esse tipo de informação pode ser notado em uma entrevista de emprego, por exemplo. Mas, com o tempo, é possível reconhecer se ali é vivido um clima de competição exagerada, se as regras impostas não te agradam e o quanto isso te afeta.

Respondendo a essas perguntas, conseguirá perceber se o erro está dentro de você ou se é externo e terá um ponto de partida para começar a trabalhar.

Nesse momento, é importante manter a calma e não agir impulsivamente. Esse redirecionamento precisa ser pensado com cautela. Veja o que você tem disponível e elabore um plano para mudar essa situação. Alcançar a felicidade no trabalho pode ser mais simples do que você imagina.

Regina Nogueira, publicitária, é fundadora da Regina Nogueira Consultoria Empresarial e Coaching

Facebooktwittergoogle_pluslinkedin